"A pessoa é capaz de controlar o seu próprio desenvolvimento e isso ninguém pode fazer por ela" Carl Rogers

.posts recentes

. Confusão entre Gerontolog...

. Abortos sem condições mat...

. FUNDAMENTAÇÃO ÉTICA DOS D...

. Dança...

. Segurança Social: Reforma...

. Relações Interpessoais

. Palavras Pálidas

. Obscurantismo e Preconcei...

. O conceito

. Sinto logo existo, a segu...

.arquivos

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

.Novembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
23
24
25

26
27
28
29
30


Quarta-feira, 22 de Novembro de 2006

Confusão entre Gerontologia e Geriatria?

Gerontologia é o estudo do processo de envelhecimento, com base nos conhecimentos oriundos das ciências biológicas, psicocomportamentais e sociais. Tem-se consolidado dois ramos igualmente importantes: a Geriatria, que trata das doenças no envelhecimento; e a Gerontologia Social, voltada para os processos psicossociais manifestados na velhice. Embora não se encontrem definitivamente explorados esses dois sectores das pesquisas gerontológicas já apresentaram contribuições para a elucidação da natureza do processo de envelhecimento, e provaram estar em condições de levantar questões sobre os problemas dele decorrentes.

tags:

publicado por cidadãdomundo às 12:37

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 2 de Novembro de 2006

Abortos sem condições matam 68 mil mulheres por ano

Todos os anos, 68 mil mulheres morrem devido a abortos feitos em condições precárias e milhões têm complicações graves, muitas delas irreversíveis.

A conclusão, publicada na edição desta quinta-feira do jornal Diário de Notícias, pertence ao estudo «Aborto Sem Condições de Segurança: a Pandemia Evitável», publicado, na quarta-feira, pela revista científica inglesa The Lancet.

A grande maioria das 20 milhões de interrupções da gravidez feitas anualmente por pessoas não qualificadas ou em condições precárias regista-se nos países em desenvolvimento - representando 97% dos casos.

De acordo com as estatísticas, em 2000 a Ásia registava os números mais preocupantes - 10,5 milhões -, logo seguida pela América Latina (3,7 milhões) e África (4,2 milhões).

Contudo, o fenómeno está longe de ficar pelos países mais pobres, já que, na Europa, todos os anos ocorrem 500 mil abortos nestas condições. E os especialistas alertam para o facto de as estatísticas estarem aquém da realidade.

As principais causas de morte são hemorragias, infecções ou envenenamento devido às substâncias utilizadas.

02-11-2006 9:39:08 -DD


publicado por cidadãdomundo às 10:17

link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 16 de Outubro de 2006

FUNDAMENTAÇÃO ÉTICA DOS DIREITOS HUMANOS E SUA RELAÇÃO COM A INTERVENÇAO SOCIAL

CAGLH371.jpg

 DURANTE MUITOS ANOS O HOMEM NÃO FOI ENTENDIDO COMO SER HUMANO, ERA ESCRAVO ERA SÚBDITO, AFINAL, UM HOMEM TINHA UM BEM QUE ERA OUTRO HOMEM COMPRADO NO “MERCADO” , ISTO É , UM SER ADQUIRIA UM OBJECTO (QUE ERA OUTRO SER) E FAZIA COM ELE O QUE MAIS LHE CONVINHA NA DIMENSÃO DO “TER”.

 

 A REVOLUÇÃO FRANCESA, FOI UM MARCO IMPORTANTE PARA OS DIREITOS HUMANOS ONDE EM 1789 ERA APROVADO EM ASSEMBLEIA NACIONAL, UMA DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DO HOMEM E DO CIDADÃO. NAS DECLARAÇÕES DE DIREITOS, RESULTANTES DAS REVOLUÇÕES AMERICANA E FRANCESA, O SENTIDO UNIVERSAL ESTÁ PRESENTE. OS “DIREITOS DO HOMEM E DO CIDADÃO”, PROCLAMADOS NESSA FASE HISTÓRICA, QUER NA AMÉRICA, QUER NA EUROPA, TINHAM, ENTRETANTO, UM CONTEÚDO BASTANTE INDIVIDUALISTA, CONSAGRANDO A CHAMADA DEMOCRACIA BURGUESA. APENAS NA SEGUNDA ETAPA DA REVOLUÇÃO FRANCESA, SOB A ACÇÃO DE ROBESPIERRE E A FORÇA DO PENSAMENTO DE ROUSSEAU, PROCLAMA-SE OS DIREITOS SOCIAIS DO HOMEM: DIREITOS RELATIVOS AO TRABALHO E A MEIOS DE EXISTÊNCIA, DIREITO DE PROTECÇÃO CONTRA A INDIGÊNCIA, DIREITO À INSTRUÇÃO. (CONSTITUIÇÃO DE 1793). OUTROS TANTOS ACONTECIMENTOS FIZERAM EVOLUIR A DIGNIDADE HUMANA, COMO A REVOLUÇÃO MEXICANA, DA MAIS ALTA IMPORTÂNCIA NO PENSAMENTO POLÍTICO CONTEMPORÂNEO, CONDUZ À CONSTITUIÇÃO DE 1917. ESTA PROCLAMA, COM DIANTEIRO NA FACE DO GLOBO, OS DIREITOS DO TRABALHADOR. A REVOLUÇÃO RUSSA LEVA À DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DO POVO, DOS TRABALHADORES E DOS EXPLORADOS (1918). MAS É SÓ EM 1948 QUE A ASSEMBLEIA-GERAL DA ONU PROCLAMA A DECLARAÇÃO DOS DIREITOS DO HOMEM.

 

A FUNDAMENTAÇÃO ÉTICA DESTA DECLARAÇÃO QUE CHAMA A SI VALORES HIERARQUIZADOS E DE ALARGADO CONSENSO MUNDIAL, CONTEM UM CONJUNTO DE DIREITOS QUE SÃO RECONHECIDOS A TODOS OS SERES HUMANOS, INDEPENDENTEMENTE DA SUA RAÇA, NACIONALIDADE, RELIGIÃO, SEXO, IDADE OU CONDIÇÃO SOCIAL. SÃO ESTES VALORES FILOSÓFICOS QUE SÃO O SUSTENTÁCULO DOS DIREITOS HUMANOS, COMO A PESSOA A DIGNIDADE HUMANA, A LIBERDADE A IGUALDADE E A SOLIDARIEDADE, QUE SE “CRUZAM” COM O SERVIÇO SOCIAL EM TODA A SUA ESSÊNCIA PRÁTICA E TEÓRICA, EU DIRIA MAIS, É RAZÃO DE SER DA INTERVENÇÃO SOCIAL. É O SERVIÇO SOCIAL NA SUA INTERVENÇÃO QUE TEM A FUNÇÃO DE CRIAR CONDIÇÕES PARA O EMPOWERMENT DO SUJEITO, INDIVIDUAL E COLECTIVAMENTE, NO SENTIDO DE MUDAR AS SUAS RELAÇÕES, CONSTITUINDO A BASE DA ESTRATÉGIA DE INTERVENÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL, PARA ENFRENTAR ESSAS EXIGÊNCIAS E RECUPERAR A SUA AUTO ESTIMA, A SUA AUTONOMIA E A SUA CIDADANIA. RECONHECEREMOS, ENTÃO, QUE É NESTES CINCO VALORES PRIMORDIAIS, QUE SÃO “FIO CONDUTOR” DOS DIREITOS HUMANOS, QUE SE CONJUGA A ACTUAÇÃO BASILAR DA INTERVENÇÃO SOCIAL. NO ESPÍRITO “PESSOA” IMPLICA EM PRIMEIRA INSTÂNCIA O RESPEITO À VIDA, QUE TODO O SER HUMANO É DISTINTO DAS COISAS QUE O RODEIAM, DADO QUE TEM UMA NATUREZA PRÓPRIA, FUNDAMENTADA NUMA IDENTIDADE PRÓPRIA. CADA SER HUMANO É ÚNICO E IRREPETÍVEL; NA DIGNIDADE HUMANA AFECTA A INTEGRIDADE MORAL DO SER HUMANO (DIREITO AO BOM NOME, Á IMAGEM, Á INTIMIDADE, ABOLIÇÃO DE SITUAÇÕES DEGRADANTES), INTEGRIDADE FÍSICA DO SER HUMANO; A LIBERDADE É UM DOS VALORES FUNDAMENTAIS LIGADO À MODERNIDADE EUROPEIA, COM DIREITO À LIBERDADE PESSOAL, LIBERDADE CIVIL E LIBERDADE POLÍTICA; A IGUALDADE QUE SE DESDOBRA NUMA SUCESSÃO DE DIREITOS ECONÓMICOS, SOCIAIS E CULTURAIS QUE IMPLICAM A NEGAÇÃO DE TODO O GÉNERO DE DISCRIMINAÇÕES ENTRE SERES HUMANOS E POR FIM A SOLIDARIEDADE QUE COLOCA DE FORMA ÍMPAR A INTERDEPENDÊNCIA DE TODOS OS SERES HUMANOS E A NECESSIDADE DE “CONCILIAR” AS SUAS RELAÇÕES DE FORMA A EVITAREM OU MINORAREM O SEU SOFRIMENTO.

 

RECUSA-SE DESTA MANEIRA O PRINCÍPIO DA FORÇA OU DO EGOÍSMO COMO NORMA NAS SUAS RELAÇÕES; É TAMBÉM A ASSUNÇÃO COLECTIVA, POR CONTRATO, DUMA ASSOCIAÇÃO LIVREMENTE CONSENTIDA, MÚTUA E SOLIDÁRIA ENTRE OS HOMENS, QUE OS PROTEJA DE RISCOS COMUNS.


publicado por cidadãdomundo às 14:24

link do post | comentar | favorito

Dança...

CANAETN7.jpg

o que é observável no exterior é ao mesmo tempo uma "viagem" no interior do corpo, convertido a um espaço e um meio. Quando este sentimento invade o sujeito é uma ocasião única...


publicado por cidadãdomundo às 09:59

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 10 de Outubro de 2006

Segurança Social: Reforma responde ao envelhecimento, diz PM

O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou que a reforma da Segurança Social, hoje acordada em sede de concertação social, responde «pela primeira vez» de forma coerente, sensata e sustentável ao problema do envelhecimento da população em Portugal.

José Sócrates defendeu esta posição no Centro Cultural de Belém, após assinar em nome do Governo o acordo de concertação social para a reforma da Segurança Social - acordo que apenas deixou de fora a CGTP-IN.

Além de José Sócrates, assinaram o acordo os presidentes das confederações patronais da Agricultura (CAP), João Machado, do Comércio (CCP), José António Silva, e do Turismo (CTP), Atílio Forte, o secretário-geral da UGT, João Proença, e o vice-presidente da Confederação da Indústria Portuguesa Heitor Salgueiro, que substituiu o presidente João Vanzeller).

Na plateia, esteve também presente o secretário-geral da CGPT- IN, Carvalho da Silva, que não assinou o acordo de concertação social, mas que, mesmo assim, ouviu Sócrates saudar a sua central sindical «pelo contributo que deu às negociações» ao longo de cinco meses.

«Este acordo dá expressão à reforma mais ambiciosa e profunda no sistema público de segurança social. O país percebe que se trata de numa reforma profunda, urgente e inadiável», sustentou o primeiro- ministro.

José Sócrates considerou que a proposta do seu Governo «visa salvar a segurança social, não apenas no curto prazo, mas também a médio e a longo prazo», porque «tem alcance estratégico».

Diário Digital / Lusa

10-10-2006 13:45:00

tags:

publicado por cidadãdomundo às 14:45

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 6 de Outubro de 2006

Relações Interpessoais

 

 

 

" Aprendi que, em qualquer relação significativa e duradora o melhor é expressar os sentimentos que se mantêm persistentes, se forem expressos enquanto sentimentos, que pertencem a mim, o resultado pode ser temporáriamente desagradável, mas em última análise, muito mais gratificante do que qualquer tentativa de negá-los ou escondê-los" Carl Rogers

Ao refectirmos neste pensamento de Rogers podemos especular em várias direcções no que diz respeito ao percurso das relações interpessoais, porque elas conseguem a sua melhor "produção" como uma harmonia: " Abertura e expressão, e então, assimilição; fluxo e mudança, e então uma paragem temporária; risco e ansiedade, e então segurança temporária".

Nas várias direcções que podemos especular, reflectindo sobre a teoria de Rogers, (acima descrita), encontramos a Assertividade, ou seja, afirmar, por palavras e por gestos, -o que realmente quero, sinto e penso, levando simultâneamente o meu interlocutor a afirmar o que ele sente, pensa e quer; dizer "não" poderá, ser tão assertivo como dizer "sim". Nesta forma de comunicar inclui-se também o Saber Escutar- " se eu me aceitar, aceito o outro e consigo essa relação". A partir desta premissa caminho para mais uma direcção a atitude de gerar uma compreensão Empática com o meu interlocutor, percebendo como é que outro vive determinado problema e não o problema em si sempre numa perspectiva de idealizar o seu mundo, observando do interior, encontrando o seu mundo distinto "como se fosse o meu próprio mundo", (sem nunca esquecer "como se") e que o outro sinta que existe.


publicado por cidadãdomundo às 16:45

link do post | comentar | favorito

Palavras Pálidas

imagespessoas8.jpg As palavras são “pálidas”, quando não tem ênfase ou não tem “cor” ou ainda quando não são pronunciadas com energia ou ânimo, mas todas as palavras têm sempre um significado; as palavras são formas simbólicas de representação do mundo. Por vezes embargam-nos a voz e são difíceis de pronunciar, outras vezes mesmo “pálidas”, são um alívio para quem as pronuncia e um “pesadelo” para quem as ouve. As palavras ténues também são comunhão de pensamentos, sons que nos provocam sensações, uma inesgotável fonte de ideias, são reveladoras, são sábias e sobretudo não são só ditas, também se escrevem e de que maneira!? Os Romances, as Comunicações escritas, as Cartas de amor, os Ensaios, a História, o Património e tantas outras disciplinas são ditas por palavras escritas, por vezes monótonas, claro, sem “cor”mas não deixam de nos transmitir qualquer coisa. Vejamos o exemplo de Platão, escrevia sempre em diálogo para que a comunicação fosse sempre um debate. Das palavras “pálidas” pode-se também retirar força e alma, tudo depende da forma como as escutamos e interpretamos.


publicado por cidadãdomundo às 16:37

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 28 de Setembro de 2006

Obscurantismo e Preconceito

 

imagesemp.1.jpg

 Racismo e xenofobia são construções sociais/culturais que se vão enraizando nas crianças durante o processo de socialização, desde a mais tenra idade, e não sentimentos inatos. Se ninguém é “naturalmente” racista, também não existem povos cuja natureza seja racista, e daí que a tradicional ideia de que os portugueses não são por natureza racistas, seja uma ideia vazia, sem conteúdo. O racismo e a xenofobia podem ser tão agudos e violentos quanto a diferença cultural é inseparável da exclusão social e, também quando, para o grupo em causa, existe ao mesmo tempo, uma denominação social, real ou suposta.


publicado por cidadãdomundo às 16:53

link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 26 de Setembro de 2006

O conceito

 

CAG9URWX.jpg geral de emoção pode-se definir como: qualquer sentimento forte ou disposição mental, que se manifesta subjectivamente e, que provoca determinadas alterações fisiológicas e psicológicas, particularmente as que estão relacionadas com a disposição. O cientista António Damásio classifica as emoções como primárias (alegria, tristeza, medo, cólera, surpresa ou aversão); as secundárias ou sociais (vergonha, ciúme, culpa, orgulho); emoções de fundo (bem-estar ou mal-estar, calma ou tensão). O Termo emoção é também aplicado a impulsos, motivações estados de dor e de prazer, elas desempenham um papel regulador, criando este, circunstâncias benéficas para o organismo que manifesta o fenómeno, sendo o seu objectivo ajudar o organismo a sobreviver. Embora a expressão das emoções possa ser alterada pela aprendizagem e pela cultura, as emoções não deixam de ser processos determinados biologicamente, dependentes de mecanismos cerebrais, que se estabelecem de uma forma inata e se vão sedimentando ao longo da evolução da vida de cada indivíduo. Elas podem acontecer, sem que os mecanismos cerebrais “consultem” o consciente, exprimem-se através do nosso corpo, sendo as suas expressões responsáveis por modificações, tanto a nível corporal como cerebral. Poder-se-á dizer. Que as emoções de fundo estão presentes quando detectamos apenas através da expressão facial, que uma pessoa está tensa, irritável, desanimada, entusiasmada, com baixo “astral” ou bem-humorada, sem que esta tenha dito uma palavra. Estas, são detectáveis através de pormenores, relacionados com: postura corporal, velocidade e contorno dos movimentos, modificações mínimas na quantidade e velocidade dos movimentos oculares e, no grau de contracção dos músculos faciais. Todas estas respostas, são causadas por várias condições de natureza interna, conduzidas por fisiológicos ou por interacções do organismo com o meio ambiente, ou por ambas. Segundo ainda Damásio “…as emoções de fundo, são sobreviventes heróicos das doenças neurológicas.”

publicado por cidadãdomundo às 17:44

link do post | comentar | favorito

Sinto logo existo, a seguir tomo consciência...

 imagem_profissional.gif

"A consciência é a chave para uma vida examinada, para o melhor e para o pior; é a certidão que nos permite tudo conhecer sobre a fome, a sede, o sexo, as lágrimas, o riso, os murros e os pontapés, o fluxo de imagens a que chamamos pensamento, os sentimentos, as palavras, as histórias, as crenças, a música e a poesia, a felicidade e o êxtase".

António Damásio in Sentimento de Si



publicado por cidadãdomundo às 17:33

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
23
24
25

26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds